A Fundação Luís Eduardo Magalhães divulga a relação final de candidatos aprovados pela FLEM e pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional – CAR, para o preenchimento das vagas disponibilizadas para o Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável da Região Semiárida da Bahia.

A lista de candidatos, aprovados no edital 002/2018, pode ser acessada clicando aqui.

A lista de candidatos, aprovados no edital 003/2018, pode ser acessada clicando aqui.

Os candidatos aprovados devem se apresentar à FLEM para assinatura dos contratos no dia 3 de dezembro de 2018, portando os documentos descritos neste link.

Ascom

Como parte da etapa inicial do Programa Primeiro Emprego do Governo do Estado, aconteceu na manhã desta quinta-feira (29), mais um Seminário de Acolhimento para novos contratados, no auditório da Fundação Luís Eduardo Magalhães, em Amaralina. Mais 65 jovens passaram a integrar o quadro de funcionários da Fundação, e já estão trabalhando em órgãos públicos e privados de Salvador e Região Metropolitana.

No seminário, os técnicos foram apresentados ao Programa desde a idealização do governador Rui Costa aos benefícios gerais. Dúvidas envolvendo direitos e deveres foram sanadas pela equipe de treinamentos do Programa Primeiro Emprego executado pela FLEM. Na oportunidade, os jovens receberam o Guia do Beneficiário, que serve como manual do egresso.

De acordo com a contratada Leilane Silva, o Seminário é indispensável para entender o projeto. “Às vezes as pessoas ficam com receio de ligar para procurar saber alguma coisa e o seminário serve para esclarecer as dúvidas frente a frente, sem contar que a dúvida de um pode ser a duvida de outros”. Leilane tem 20 anos e está lotada na SECOM – Secretaria de Comunicação do Estado.

Em 2018, o programa Primeiro Emprego, através da Fundação Luís Eduardo Magalhães, presidida por Francisco Américo Neves, gerou oportunidades de trabalho para mais 1.482 jovens. Ao todo, são 3.459 técnicos trabalhando em 178 municípios, nos 27 territórios de identidade da Bahia.

Ascom

Analistas de atendimento dos escritórios regionais da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM), participaram de treinamentos em Salvador, de 3 a 5 de outubro, sobre o uso de ferramentas voltadas para o Programa Primeiro Emprego (PPE), do governo do Estado. O evento aconteceu no auditório do Hotel Nacional Inn, na Pituba.

O primeiro dia de treinamentos teve como foco principal as metas do PPE e a manutenção do Sistema de Gerenciamento do Programa Primeiro Emprego (SIGPE). Na quinta-feira, uma conversa sobre frequência dos beneficiários tirou dúvidas dos analistas, incluindo serviço de acompanhamento de viagem e prestação de contas, com a participação do setor de recursos humanos da FLEM. No último dia, o assunto foi aperfeiçoamento, acolhimento, comunicação e os planos de ação para cada escritório regional.

Esta foi a segunda etapa de treinamentos e envolveu analistas que atendem rotinas internas. Na primeira, o treinamento abrangeu analistas dos mesmos escritórios, mas que realizam atividades de campo. Também participaram deste treinamento, analistas volantes que atendem cidades sem escritório regional.

Escritórios Regionais – A FLEM realiza as contratações dos técnicos, de todo o estado, na sua sede em Salvador. Devido ao crescimento do Programa, foram abertos Escritórios Regionais em Juazeiro, Teixeira de Freitas, Irecê, Vitória da Conquista, Santo Antônio de Jesus, Feira de Santana e Jequié. Em Ilhéus, não há escritório, dois técnicos auxiliam no acolhimento aos beneficiários da região. Com estes pontos de atendimento, os beneficiários têm acesso mais rápido à informação e contato mais próximo com a FLEM, podendo tratar das suas demandas pessoalmente e não apenas via e-mail ou ligação.

De acordo com a diretora de soluções educacionais da FLEM e responsável pelo PPE, Glória Tellez, o objetivo do treinamento foi alcançado. “Alinhamos o trabalho da sede com o trabalho dos escritórios e conseguimos diminuir as diferenças com relação aos procedimentos e metas a cumprir, embora saibamos que, por ser um programa novo, o PPE sempre vai precisar de novos alinhamentos, até conseguirmos alcançar as metas propostas pelo Governo do Estado.

Para Wanessa de Sousa, analista do escritório regional em Santo Antônio de Jesus, que atende beneficiários dos territórios do Recôncavo e Baixo Sul, “esses dias de treinamento serviram para o aprimoramento nas questões relacionadas ao sistema, frequência e RH, além de saber a quem se reportar quando surgirem situações que necessitem de apoio da sede”, afirmou.

Atualmente, a FLEM já contratou mais de 3.300 técnicos de diversas áreas, que hoje estão trabalhando em órgãos estaduais espalhados pelos 27 territórios de identidade do estado da Bahia, em mais de 170 municípios.

ASCOM

Nos dias 20, 21, 27 e 28 de setembro, ocorreu, em Salvador, a Capacitação Anual em Registro Empresarial, realizada pela Junta Comercial do Estado da Bahia (JUCEB) para funcionários de Salvador e representantes da Junta de toda Bahia.

O objetivo do encontro foi atualizar os conhecimentos sobre a legislação e os novos procedimentos relacionados à abertura e registro de empresas, tanto na capital como no interior, melhorando a padronização do atendimento prestado à população. A Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) foi a responsável pela estrutura e logística do evento.

A chefe da assessoria técnica da JUCEB, Tiana Góes, disse que a capacitação foi pensada, também, para conscientizar os colaboradores quanto à ampliação do papel da Junta, que vem assumindo a função de interlocutora e integradora, oferecendo toda assessoria ao empreendedor quanto às etapas para formalização do seu negócio. “Hoje, a pessoa sai com informações prévias de outros órgãos envolvidos no processo o que permite se avaliar melhor a viabilidade do registro, impedindo que haja surpresas lá na frente”, explicou.

Para isso, a JUCEB implantou novo sistema que permite, por exemplo, realizar uma consulta prévia à Receita Federal e está evoluindo para fazer essa interface, também, com a Prefeitura Municipal de Salvador. Na consulta à Prefeitura, o empresário já sairá da Junta sabendo se poderá ou não abrir a empresa em determinado endereço. “A ideia é tornar o processo cada vez mais fácil e acessível”, ressaltou Tiana.

Para a coordenadora do escritório da Juceb em Juazeiro, a capacitação irá ajudar para que se fale a mesma língua em toda Bahia. “Não podemos dar uma orientação em Juazeiro diferente da que é fornecida em Salvador ou Itabuna. O bom é que a Junta vem evoluindo muito nos últimos anos”, pontuou. Wander Faustino, do escritório regional de Teixeira de Freitas, também destacou a importância dessa padronização no atendimento. “Precisamos de uma interpretação homogenia sobre a legislação e um alinhamento no atendimento, por isso a importância dessa atividade”.

A Fundação Luís Eduardo Magalhães promoveu nesta quarta-feira (5), em seu auditório, uma palestra sobre dinheiro e outros ativos, com o tema “Por quê finanças? Uma reflexão para enriquecer vidas!”. O evento faz parte de uma série de palestras e workshops da FLEM, e teve o consultor financeiro, administrador e escritor Betto Reis como palestrante.

Aberta ao público, a apresentação também contou com a presença de jovens do Programa Nossa Travessia, além de colaboradores da Fundação.

Betto apresentou estratégias usadas por especialistas na área de finanças, negócios e desenvolvimento profissional e pessoal, e deu dicas de como administrar as finanças para o aumento da produtividade e de como investir sem perder dinheiro.

Daniel Souza, 18 anos, entendeu o que foi explanado: “Meu desafio agora é colocar em prática tudo o que aprendi na palestra; o dinheiro que eu tenho guardado agora vai ser bem administrado”, disse Daniel, que está em seu primeiro emprego.

Nomes de sucesso, no ponto de vista das finanças, foram citados como modelo pelo palestrante, a exemplo de Tomas Alva Edson, um dos precursores da tecnologia do século XX, inventor da lâmpada elétrica incandescente e titular de mais de 1300 patentes. Outro nome mencionado foi o de Carlos Wizard Martins, autor do livro ‘Do Zero ao Milhão’, e proprietário da Wizard, a maior rede de escolas de idiomas do mundo.

Segundo Betto Reis, o ‘propósito’ é o principal motivo de sucesso de quem se destaca financeiramente. “É importante saber o que se quer para o futuro e com um motivo claro para isso dificilmente a pessoa cai em armadilhas financeiras que estão acessíveis em todo lugar, inclusive nas redes sociais; não é a toa que, segundo dados do IBGE, 80% da população brasileira fica sem dinheiro antes do mês terminar; são pessoas que, em sua maioria, adquirem dividas indesejadas somente para uma satisfação instantânea”.

“A inteligência financeira traz o equilíbrio e o equilíbrio é interessante, mesmo que para isso seja necessário abdicar de prazeres atuais”, completou.

Escritor, Betto Reis lançou, recentemente, o livro “A liberdade financeira que traz felicidade”, disponível para compra no site www.bettoreis.com.br

ASCOM

Como encontrar a tão sonhada liberdade financeira é o que promete o consultor financeiro e escritor Betto Reis no seu livro A liberdade financeira que traz felicidade.

Leia mais

Na última quinta-feira (26), em um dia de integração, troca de experiências e diálogo, a equipe do Programa Primeiro Emprego da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) se reuniu, na sede da Fundação, para tratar das metas do programa, apresentar novos funcionários e receber treinamento sobre as atualizações do sistema utilizado para gerenciar o programa.

Leia mais

 

A Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) esclarece que as postagens divulgadas nas redes sociais sobre vagas para o Programa Primeiro Emprego são improcedentes.

A Fundação está apurando a origem dessa informação e tomará as devidas providências.

A Fundação Luís Eduardo Magalhães – FLEM completou nesta quinta-feira (12), 20 anos apoiando e executando ações que promoveram o desenvolvimento regional. O evento contou com a presença de colaboradores e clientes que ao longo desse período dedicaram tempo e trabalho para a construção de novas tecnologias, metodologias e serviços. Leia mais