Reunião discutiu as normas para gestão de projetos financiados pelo FIDA 

Na manhã desta terça-feira (08), representantes da Diretoria de Desenvolvimento Sustentável (DIDES), da Assessoria Jurídica e do Núcleo de Compras da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) receberam a visita da consultora Luciana Matte, representante do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), e da técnica Graziela Mota, da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

O encontro fez parte da Missão de Apoio ao Pró-Semiárido do FIDA no estado, que tem como objetivo monitorar e avaliar o desenvolvimento do projeto Pró-Semiárido, financiado pelo Fundo, por meio de empréstimo com o Governo do Estado, e executado pela CAR. A FLEM atua como agência gerenciadora e dá suporte técnico-operacional ao projeto, além de realizar parte das aquisições dos produtos e serviços previstos em contrato.

 

“Mais do que oferecer suporte ao projeto, a Fundação trabalha para dar mais agilidade e garantir a qualidade na execução do Pró-semiárido. Já construímos uma boa expertise e relação com o FIDA, o que nos permite atuar com eficiência dentro das normas do Fundo”, destacou Nádia Holtz, diretora da DIDES/FLEM. Nádia disse ainda que a visita do FIDA é sempre um momento esperado, pois “é uma oportunidade para a equipe técnica da FLEM tirar dúvidas, trazer exemplos práticos para avaliação, o que acaba sendo uma reciclagem e aperfeiçoamento em relação à gestão dos projetos”.

Luciana Matte falou das atualizações das normas do FIDA, principalmente na área de aquisições, e deu orientações para enfrentamento das dificuldades na gestão do projeto. “Entendemos a realidade local para execução dos projetos e estamos disponíveis para dialogar, dar o suporte necessário e encontrar as melhores soluções”.

O assessor jurídico da Fundação, Gustavo Stelitano, também ressaltou a importância do estreitamento da relação da FLEM com o FIDA. “As normas do Fundo vão sendo atualizadas e a FLEM está atenta para que sejam feitos os alinhamentos internos necessários para atender as demandas com o máximo de transparência e qualidade, tornando a Fundação cada vez mais uma referência enquanto agência gerenciadora do FIDA na Bahia”, frisou.

O Pró-Semiárido atua em 32 municípios baianos, em mais de 500 comunidades, com meta final de beneficiar aproximadamente 70 mil famílias. A FLEM disponibiliza atualmente mais de 90 técnicos para atender ao projeto.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *