Posts

Indicada pela Pontos Diversos – instituição formadora do Fórum Baiano de Aprendizagem Profissional (FOBAP) -, a Fundação Luís Eduardo Magalhães recebeu, na tarde desta terça-feira (05), o Selo de Boas Práticas da Aprendizagem Profissional na III Feira de Aprendizagem da Bahia, que aconteceu na sala principal do Teatro Castro Alves (TCA). O Evento contou com a presença de empresários, representantes de órgãos públicos e aprendizes.

A fim de sensibilizar e conscientizar os empresários sobre a importância da contratação de jovens e adolescentes na condição de aprendizes e fomentar o estudo e a formação profissional, a terceira edição da Feira teve como tema “Aprendizagem Profissional: Um caminho construído por todos” e premiou empresas que cumprem a cota de contratação.

Com destaque no desenvolvimento de pessoas para inserção no mundo do trabalho, a Fundação Luís Eduardo Magalhães conta, atualmente, com 69 jovens aprendizes que integram os projetos especiais Artemente e FlemSocial, em parceria com a Pontos Diversos, Ministério Público do Estado da Bahia e a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego.

Gerta Schultz (Superintendente Regional do Trabalho na Bahia) (meio) entrega selo para assessoras da Flem.

De acordo com a assessora da Diretoria de Projetos de Aprendizagem da Flem, Melyssa Neves, “É gratificante contribuir para a formação profissional desses jovens. Percebemos o crescimento deles nas tarefas diárias realizadas, inclusive, no que reverbera de positivo em suas famílias”.

Aprendiz contratada pela Fundação, a jovem Joisi Lima falou da influência recebida como aprendizagem. “Minha vontade era aprender e por ser bastante comunicativa, entrei no setor de comunicação da Flem. Lá, com o aprendizado, eu descobri que minha área é a comunicação. Hoje, eu já estou no 2º semestre do curso de Jornalismo”, afirmou Joisi, que participou, como aprendiz, da cobertura do evento.

Aprendiz Joisi Lima registrando o evento com uma selfe.

Segundo Taís Arruti, Presidente do FOBAP, a cada edição da Feira, mais empresas aderem a Lei de Aprendizagem. “Após a primeira edição, em 2015, 1.145 aprendizes foram contratados em Salvador e Lauro de Freitas. Na segunda edição, em 2017, tivemos a inserção de mais 2.323. Para este ano, a estimativa é fomentar a inclusão de 2.500 aprendizes no período de um ano após a realização do evento”, afirma.

Além da entrega do Selo, o evento foi marcado por diversas apresentações artísticas e culturais, com participações da Orquestra Juvenil da Bahia (Neojibá), do grupo teatral Aprendizes em Cena e da cantora Margareth Menezes.

A Feira é uma iniciativa do Fórum Baiano de Aprendizagem Profissional – FOBAP, da Superintendência Regional do Trabalho na Bahia (SRT /BA) e da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado da Bahia – SETRE.