Posts

Conhecido como Pai da Inclusão no Brasil, o professor e autor de diversos livros sobre PcD, Romeu Kazumi Sassaki, ministrou curso para colaboradores e parceiros da Fundação Luís Eduardo Magalhães nesta quarta-feira (18), sobre a Inclusão das pessoas que possuem limitações permanentes (pessoas com deficiência visual, auditiva, física, intelectual e outros) nas empresas.

Há mais de 60 anos pesquisando sobre a educação, autonomia e direitos das pessoas com deficiência, Sassaki (81 anos), possui uma carreira extensa, que acumula diversos livros publicados, como “Inclusão no lazer e turismo”, de 2003, “Inclusão – Construindo uma sociedade para todos”, de 2007 e o mais recente “As sete dimensões da acessibilidade”, de 2019. Além dos diversos artigos publicados em revistas especializadas como a Revista Nacional de Habilitação e artigos internacionais e livretos sobre terminologias e nomenclaturas inclusivas.

O colaborador Sidney Reis, que é PcD, reconheceu o currículo do professor e aproveitou o curso. “Muita gente ainda tem dificuldade para lidar com PcD e quando a gente recebe um professor com a experiência de tantos anos na luta pela inclusão, é enriquecedor para a Flem e para todos nós, funcionários”.

Para o presidente da Fundação, trabalhar com pessoas requer compreensão de suas deficiências. “A Flem executa vários programas e projetos para o bem-estar social e todos envolvem gente, por isso precisamos nos preparar para praticar a inclusão, principalmente as PcD”, alertou Rodrigo Hita.

Embora execute atividades públicas, a Flem é uma empresa privada, de obrigatoriedade social, com base na lei 8.213, de 1991, que assegura a todas as empresas privadas com mais de 100 funcionários preencherem entre 2% e 5% das vagas com trabalhadores que tenham algum tipo de deficiência.

ASCOM